Keys to your city: Coleção de primavera da Bolt

May 16, 2022

Share

Chegou finalmente aquela altura do ano em que as folhas das árvores começam a nascer, a relva fica mais verde e as pessoas passam mais tempo ao ar livre.

Mas haverá espaço para toda a gente? Segundo alguns estudos, 80% das estradas e das ruas pertencem aos carros na maior parte das cidades. Isto quer dizer que os peões ficam apenas com 20% do espaço.

Mas está na hora de reconquistarmos as ruas — e a nossa coleção de primavera vai ajudar-te a encontrar as chaves para a tua cidade com muito estilo.

Usa o nosso merchandising e mostra ao mundo que os passeios foram feitos para andar, socializar, ler, escrever, pintar, jogar xadrez ou para alguém se tornar especialista em saltar à corda.

De forma a explorar ainda mais o potencial que as ruas têm para oferecer, a nossa coleção de primavera inclui um tabuleiro de xadrez, uma cadeira de campismo, uma corda para saltar e um kit de desenho. Consegues antever o potencial das nossas ruas sem os automóveis particulares?

Bolt art kit

Continua a ler para explorar a nossa coleção de primavera e o nosso lote de acessórios!

Não somos anticarros, somos pró-pessoas

Ter um carro pode dar-nos uma sensação de independência, conforto e privacidade. Mas o que nos faz questionar as vantagens de ter carro é o facto de ele estar estacionado 95% do tempo

Pensa bem — 80% do espaço é dado a máquinas que estão paradas 95% do tempo! Há toneladas de metal a ocupar lugares que poderiam ser dados às bicicletas, às pessoas, aos animais e aos carrinhos de bebé.

A ideia de que a independência na mobilidade só é possível com um automóvel particular tem um custo elevado tanto para o proprietário como para a sociedade, de um modo geral.

Para um dono de um carro, os encargos financeiros aparecem na forma de seguros, combustível, manutenção e custos com o estacionamento para um veículo que é usado durante cerca de uma hora por dia.

Para as cidades, significa não conseguirmos arranjar lugar para os espaços verdes — um elemento agradável à vista e vital para a nossa saúde física e mental. E, por mais óbvio que seja, se todos deixássemos de ter os nossos próprios carros, as cidades tornar-se-iam mais habitáveis e as pessoas mais felizes.

Toma as ruas e apropria-te dos passeios

As estatísticas não estão propriamente do lado dos peões, mas ainda há esperança de conseguirmos recuperar espaço nas cidades para as pessoas.

Felizmente, há cidades e organizações que têm como missão construir cidades para pessoas e não para carros. Por exemplo, a Gehl, cujo objetivo é desenvolver cidades equitativas, saudáveis e sustentáveis para todos.

Run the streets and own the sidewalks

Também há o 15-minute City Project, que tem como objetivo tornar as cidades funcionais para todos. Tal como eles dizem: “Todas as pessoas que vivem numa cidade deveriam ter acesso aos serviços urbanos essenciais num raio de 15 minutos a pé ou de bicicleta”. Estamos totalmente de acordo.

Para teres uma ideia do uso que os passeios poderiam ter, espreita o projeto artístico Park(ing) Day, que nos mostra como as ruas foram feitas para muito mais do que andar e que não deveríamos abdicar delas. 

Adeus, carros

Além de roubarem o espaço das nossas cidades, os carros poluem o ambiente, provocam engarrafamentos e, de um modo geral, tornam a vida na cidade uma dor de cabeça — mas de certeza que já sabes isto tudo.

No entanto, se não souberes, temos estatísticas assustadoras:

Se assim é, porque é que as pessoas continuam a ter carros? A verdade é que eles estão sempre disponíveis e é por isso que, para muitos, compensam todos os problemas que causam. Mas será que vale a pena passar 17 horas por ano à procura de estacionamento?

E se houvesse uma alternativa? E se pudéssemos tirar partido dos benefícios dos carros sem a poluição, o trânsito e todo o stress por que passamos?

Vamos explorar algumas soluções:

  • Transportes públicos – o autocarro, o comboio e o metro transportam grandes números de passageiros rapidamente e poluindo muito menos. Está provado que os transportes públicos produzem menos 76% de gases com efeito estufa por passageiro-milha do que a média dos veículos que transportam um passageiro.
  • TVDE e carpooling – não é melhor haver um carro que é utilizado por várias pessoas do que haver um carro por pessoa? Para o ambiente, não há dúvidas!

    A app da Bolt ajuda 100 milhões de clientes no mundo inteiro a chegar ao destino de forma rápida e acessível.
  • Bicicletas – ah, a boa velha bicicleta. Este meio de transporte tradicional é bom para a saúde e para o ambiente. As bicicletas reduzem as emissões de carbono e melhoram a qualidade do ar, mesmo que só optes por ela uma única vez por semana!
  • Trotinetes & bicicletas elétricas – as bicicletas são espetaculares, mas e se tiveres uma reunião e não quiseres aparecer a suar? As trotinetes e as bicicletas elétricas são uma excelente solução amiga do ambiente.

    E o melhor é que nem precisas de as comprar! Basta desbloqueares uma trotinete com a app da Bolt e deixá-la no teu destino (bem estacionada), pronta para a próxima pessoa.
  • Andar a pé – 30 minutos de caminhada por dia podem reduzir o stress e a ansiedade e  melhorar a tua saúde cardiovascular. Isto tudo enquanto são emitidos zero gases com efeito estufa. Por isso, em vez de levares o carro para ir trabalhar ou para ir a uma loja, vai a pé sempre que for possível — cada passo conta.

Individualmente, estas opções podem não ser as substitutas ideais dos carros em todas as ocasiões, mas combiná-las pode ajudar a reduzir a dependência do carro, um aspeto fundamental para tornar as nossas cidades mais habitáveis, mais sustentáveis e, sim, mais felizes.

As cidades estão a reconhecer que precisam de mudar

Boas notícias! Cada vez mais cidades estão a reconhecer a necessidade de mudar e a tomar medidas para tirar os carros das ruas e para devolver o espaço às pessoas.

Barcelona combate a poluição do ar com oásis para peões

A poluição do ar é um grande problema em Barcelona há vários anos, ao ponto de a cidade não ter conseguido alcançar os padrões de qualidade do ar sugeridos pela UE.

Mas a situação está a melhorar. A cidade introduziu os super-quarteirões— um novo desenho urbano que transformou as ruas em zonas para peões com muitos espaços verdes.Os carros já não podem circular nestes super-quarteirões, o que torna as ruas mais aptas para peões e bicicletas. Os resultados? Menos trânsito, menos 30% de poluição e cidadãos mais felizes.

Amesterdão quer menos carros e mais pessoas

amsterdam

A cidade de Amesterdão é conhecida por ser um dos centros urbanos com mais bicicletas do mundo. Mas a cidade quer ir ainda mais longe, transformando-se num local igualmente atrativo para os peões. 

Mas como? Eliminando lugares de estacionamento do centro e transformando-os em ciclovias, passeios ou em praças com árvores.

O centro da cidade de Liubliana é para as pessoas, não para os carros

A capital da Eslovénia é uma cidade pequena, mas com um grande coração. Também é uma das cidades mais sustentáveis do mundo.

O centro da cidade está fechado aos carros para guardar as ruas para os peões e ciclistas. E adivinhaste — a qualidade do ar na cidade melhorou, os moradores estão satisfeitos e aumentou a utilização dos transportes públicos. 

Buenos Aires foi premiada pelo seu compromisso com os transportes sustentáveis

Não é só na Europa que as cidades estão a repensar a relação que mantêm com os carros. 

Buenos Aires ganhou o Sustainable Transport Award pelos seus esforços no sentido de reduzir a dependência dos carros.

A cidade transformou a avenida mais larga, outrora uma estrada com 20 faixas, num espaço com faixas para autocarros e espaços para os peões. O resultado? O tempo médio que as pessoas demoram a atravessar a cidade baixou dos 40 para os 14 minutos.

A autoestrada de Seul transformou-se num parque repleto de plantas

Seoul

Seul, a capital da Coreia do Sul, é responsável por uma das alterações urbanas mais impressionantes dos últimos tempos. A cidade transformou uma antiga autoestrada num parque magnífico, o Seoullo 7017.

O parque contém cerca de 24.000 plantas e é uma amostra dos espaços verdes de que a cidade tanto precisa. Mas também ajuda a reduzir os tempos de deslocação à volta da estação central da cidade.

Cidade sem carros, ruas sem preocupações

Não podemos negar a importância vital que os carros tiveram na nossa história. Mas hoje, com tantas alternativas de transportes, está na hora de reduzir o uso do automóvel e de reconquistar as nossas ruas.

Mas como é que podemos fazer isso? 

Enquanto indivíduos, podemos optar por andar, recorrer à bicicleta ou fazer uso dos transportes públicos sempre que for possível. E as cidades podem tomar a iniciativa, investindo em infraestruturas e políticas que tornam mais atrativas as opções sustentáveis de transporte.

E, para te ajudar a espalhar a mensagem, vamos lançar a nossa novíssima coleção de primavera de merchandising ‘Keys to your city’ — perfeita para espalhar a mensagem com um estilo invejável. 😉

Claro, se queres falar de sustentabilidade, também tens de te vestir de uma forma sustentável. O nosso merchandising, além de estiloso, também é amigo do ambiente e reúne várias credenciais de sustentabilidade.

PS: Vamos ter giveaways ao longo do mês de Maio em 🇵🇹, 🇫🇷, 🇷🇴, 🇪🇪, 🇸🇪, 🇵🇱, 🇪🇸, 🇬🇧, 🇩🇪.

Fica atento à página de Instagram da Bolt Portugal para mais informações sobre esta oferta!

Share

Recent posts